segunda-feira, 17 de setembro de 2007

NosSA LíNGuA ...

Fui ao Museu da Língua Portuguesa, já havia tempo que desejava ir lá, mas nunca rolava...

Durante o jantar na casa de um amigo surgiu a proposta de irmos ao Museu. Lígia, agora estudante de letras, incentivou a idéia do passeio.

Combinamos a nossa ida para o dia seguinte, domingo. O encontro foi marcado para as 11:00, na porta do museu. Compramos os ingressos e junto veio horário para uma sessão de cinema, lá mesmo, no 3º andar.


1º andar – exposição - Clarice Lispector

Desde que vi a entrevista de Clarice na TV Cultura fiquei implicada !!!! Sua imagem, sua postura, suas idéias, tudo isso foi muito marcante, se fechar os olhos a vejo falando. A exposição da Clarice, fez com que eu conhecesse, um pouco, sua expressão literária e sua vida cotidiana. Fiquei mais atraída em conhecer esta mulher tão enigmática e ao mesmo tempo envolvente. Sai de lá com vontade de ler!.




2º andar – Mundo ráiteque.

Aqui fiquei em dúvida! Será isto um museu?

Um museu dos filmes de ficção científica! Logo na entrada um corredor com uma tela de mais de 100 metros de comprimento, estando dividida em 3 temas: música, religião e ... não me lembro... acho que era alimentação (esta parte estava demasiadamente fria). Mas a coisa é muito legal. A primeira parte exibia diversas palavras que representam música, e as influências das línguas estrangeiras, que contribuíram para a formação da Nossa Língua. Durante a exibição um narrador fala as palavras que estão na tela e também fala sobre o tema.


Neste andar, ainda tem os pontos de consulta dos diversos idiomas que integram a Nossa Língua: francês, inglês, línguas africanas, indígenas... Estes pontos merecem uma visita dedicada a pesquisa.

Também tem, um painel que mostra a formação da língua portuguesa e como esta, no Brasil, foi incorporando palavras de diversos povos. Este painel também fala; é! lá tudo fala.... é incrível!

Ao final entramos numa sala e encontramos mesas, nas quais as pessoas estavam envolta. As mesas pareciam de sinuca (snooker??), mas tinham como tampo grandes monitores (tela plana), sensíveis ao toque. Ou seja, ao toque ocorria interação com a máquina!

Era uma jogo de montar palavras. Vinha na tela diversas partes, e os participantes tinham que juntar as partes; literalmente empurrar uma para encontrar a outra. Quando montada, a palavra, exibia seu significado, sua origem e outras curiosidades sobre ela.

Ufa... até aqui foi muita informação...

achei isso no 3º andar, mostra bem o que senti.


Já estava na hora do cinema e fomos para lá; assistimos um filme de 10 minutos que falava sobre a formação da Nossa Língua, segundo o Dani uma explicação estruturalista... rs.

Neste lugar acontece uma mágica, não vou contar, se não perde a graça de quem ainda não foi lá. Vale apena.... o chão é revestido de placas iluminadas por baixo, mostrando alguns poemas.... eles também são falados... diversas pessoas falam os poemas.... é muito bonito, a Nossa Língua é muito bonita.



O museu inteiro é assim, a proposta é a interatividade com a língua falada e escrita, a literatura e a história.

para saber mais: Museu da Língua Portuguesa



Nenhum comentário: